Pesquisadoras

Coordenação

Breno Marques Bringel

Coordenador geral e equipe IESP-UERJ

Cristiana Losekann

Coordenadora equipe UFES

Francisco Mata Machado Tavares

Coordenador equipe UFG

Luciana Maria de Aragão Ballestrin

Coordenadora equipe UFPel

Marcelo Kunrath Silva

Coordenador equipe UFRGS

Ricardo Fabrino Mendonça

Coordenador equipe UFMG


Bolsistas financiados pelo projeto

Caio Ruano da Silva

Mestrado

Jordana Gonçalves Ramalho

Jordana Gonçalves Ramalho

Bolsista de Iniciação Científica

Luciene Zenaide Andrade Lauda

Doutora Sociologia/UFRGS, pós-doc 2019

Luiz Otávio Ribas

Doutor Direito/UERJ, pós-doc 2017/2018

Matheus Mazzilli Pereira

Doutor Sociologia/UFRGS, pós-doc 2018


Pesquisadoras equipe IESP-UERJ (NETSAL)

Daniel Henrique da Mota Ferreira

Formado pela PUC-Rio, onde foi pesquisador PIBIC no grupo “as elites Políticas Brasileiras”. Obtive domínio adicional em Gestão e Avaliação de Políticas Públicas. Tenho formação em Direito pela Unirio. Atualmente, participo do Núcleo de Assessoria Jurídico Popular Amarildo de Souza e do grupo ECOPOL, ambos parte do projeto de extensão e pesquisa NELUTAS, na Unirio. Sou bolsista FAPERJ no IESP e membro do NETSAL.  

Giovana Esther Zucatto

Professora substituta do Instituto de Relações Internacionais e Defesa da UFRJ e Doutoranda em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Mestra em Sociologia pela mesma instituição e Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Teoria Social e América Latina (NETSAL) e do Observatório Político Sul-Americano (OPSA). Pesquisa áreas relacionadas à Relações Internacionais e Sociologia, especialmente sob enfoque de gênero.

Hellen Cristina Silva de Oliveira

Bacharel em Ciência Política pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Mestra e doutoranda em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos IESP/UERJ, onde participa dos grupos de pesquisa CASA – Estudos sobre Moradia e Cidade e NETSAL – Núcleo de Estudos de Teoria Social e América Latina. Atua nas áreas de Sociologia Urbana e Teoria Social, no momento se dedica ao estudo de Coletividades Urbanas, Conflito e Violência.

Lara Sartório Gonçalves

Doutoranda em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ). Assistente acadêmica do Programa Diversidade na FGV Direito Rio, em que também assessora a Profa. Ligia Fabris na disciplina Violência Política Contra Mulheres. Especialista em Pensamiento y luchas situadas- para una cartografía del Sur (2017) pelo CLACSO, em que foi contemplada com a bolsa de estudos integrais Marisa Letícia. Cursa Bacharelado em Direito na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). É mestre em Sociologia no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ). Possui graduação em Ciência Política pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2014). Atualmente compõe o grupo de pesquisa NETSAL). Coordenou, sob orientação e supervisão da Prof. Enara Echart, a pesquisa Conflitos Sociais em face dos modelos de desenvolvimento na América Latina (2017), do grupo Grisul- UNIRIO. Tem experiência na área de fotojornalismo e jornalismo independente no Oriente Médio. Áreas de interesse: Teoria Sociológica, Teoria Política, Ideologia, Violência, Teoria do Sujeito, Movimentos Sociais.

Marcelo Borel

Graduado em Ciências Sociais pela UFMG, e Mestre em Ciência Política pela Unicamp. Atualmente é doutorando em Ciência Política no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ). Pesquisa o uso da violência como instrumento de ação política, passando por questões relativas a guerrilhas, terrorismo, crime organizado, Guerra Justa e política — focando-se na questão mais específica da teoria da violência, e da violência política. Se interessa também pelos temas reformas políticas, financiamento de campanhas eleitorais e sistemas eleitorais.

Mariane Silva Reghim

Graduada em licenciatura (2013) e bacharelado (2014) em Ciências Sociais na Universidade Federal de Viçosa (UFV) e mestra (2017) em sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ). Atualmente é doutoranda em sociologia no IESP/UERJ, pesquisadora do Núcleo de Estudos de Teoria Social e América Latina (NETSAL), do Núcleo Interdisciplinar Mulheres, Movimentos, Instituições e Normatividades (NIMMIN) e membro do Coletivo Feminista do IESP – Virgínia Leone Bicudo. Possui interesse e atuação, principalmente, nas temáticas de movimentos sociais, epistemologia feminista, pensamento decolonial, sociologia do conhecimento, produção e circulação de conhecimento. 

Marília Closs

Doutoranda e mestra em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ) e bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É pesquisadora do Núcleo de Estudos em Teoria Social e América Latina (NETSAL) e do Observatório Político Sul-Americano (OPSA), no qual é monitora de política externa e doméstica da Bolívia. Tem interesse em temas como violência e tráfico de drogas na América Latina.

Natasha Bachini Pereira

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Sociologia do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro(IESP-UERJ). Coordenadora do projeto M Facebook, do Manchetômetro (LEMEP). Professora da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Pesquisadora associada do Núcleo de Estudos de Teoria Social e América Latina (NETSAL) e do Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP), ambos situados no IESP.-UERJ. Tem experiência nas áreas de Sociologia e Ciência Política, atuando principalmente em suas fronteiras. Suas pesquisas concentram-se nas seguintes linhas: ação coletiva; movimentos sociais; identidade coletiva; ciberativismo; ciberpolítica, campanhas eleitorais e lideranças políticas.

Rafael Rezende 

Doutorando e mestre em sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio De Janeiro (IESP-UERJ). Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)

Raul Nunes

Doutorando e mestre em Sociologia pelo IESP-UERJ, tendo se licenciado em Ciências Sociais pela UFV. Membro do NETSAL e do Sociofilo. Pesquisa a relação entre movimentos sociais e internet. Possui interesse nos seguintes temas: movimentos sociais, ciberativismo, democracia, teoria social.

Vitória Gonzalez Rodriguez 

Vitória Gonzalez Rodriguez é mestranda em Sociologia no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2014-2018), escreveu uma monografia de conclusão de curso intitulada Fórum Social Mundial (2001-2018): na disputa entre Porto Alegre e Davos, “outro mundo possível”. Durante a graduação, realizou intercâmbio acadêmico na Facultad de Ciencias Políticas y Sociales da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM). Foi assistente de edição, ao longo de dois anos, da Austral: Revista Brasileira de Relações Internacionais. Participou de diferentes projetos de extensão da UFRGS, como o Grupo de Assessoria a Imigrantes e Refugiados (GAIRE), por acreditar no papel social que a universidade deve desempenhar – diminuindo os muros entre academia e sociedade. Entre seus temas de interesse, estão: América Latina, movimentos sociais e estudos de gênero.

Yasmin Curzi de Mendonça

Doutoranda em Sociologia no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ), com bolsa Capes. Possui mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), onde desenvolveu sua dissertação sobre teorias feministas e assédio em espaços públicos, também com bolsa Capes. É Bacharela em Direito e em Ciências Sociais pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Atualmente é pesquisadora do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito-Rio e correspondente da ONG Stop Street Harassment (Washington-DC) no Brasil.


Pesquisadoras equipe UFRGS (GPACE)

Brenda de Fraga Espindula

Licenciada em Sociologia pela UFRGS, mestra e doutoranda em Sociologia pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia (PPGS) na mesma universidade. Tem interesse de pesquisa na intersecção entre a Sociologia Política e a Ciência e Tecnologia, nos temas de ativismos, participação digital, desenvolvimento de tecnologias digitais e experimentação tecnopolítica.

Camila Farias da Silva

Camila Farias da Silva

Possui graduação em ciências sociais e é mestre em sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Doutoranda em sociologia no Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) na mesma instituição de ensino. Membro do Grupo de Pesquisa Associativismo, Contestação e Engajamento (GPACE). Atua na área da Sociologia da Ação Coletiva. Atualmente desenvolve trabalho sobre repertórios, performances públicas de contestação e emoções.

Carla Michele Rech

Doutoranda em Sociologia pelo Programa de Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Mestra e Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Integrante do Grupo de Pesquisa Associativismo, Contestação e Engajamento (GPACE/UFRGS), atualmente é professora do do Departamento de Sociologia e Política/UFPel e as pesquisas desenvolvidas até o momento dedicam-se aos processos de participação social, relações entre movimentos sociais e Estado, mediação social e políticas públicas.

Cristiano Nicola Ferreira

Graduando em Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bolsista de iniciação científica vinculado ao Grupo de Pesquisa Associativismo, Contestação e Engajamento. Anteriormente, estudou Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (2014-2017) no Instituto Federal Farroupilha Campus São Vicente do Sul (IFFar-SVS).

Eduardo Georjão Fernandes

Doutorando e Mestre em sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com período de doutorado sanduíche na Scuola Normale Superiore, Florença. Bacharel em Direito pela UFRGS e Bacharel em Psicologia pela PUCRS. Seu foco atual de pesquisa concentra-se na área da Sociologia da Ação Coletiva, interessando-se particularmente pelas seguintes temáticas: repressão e dinâmicas de confronto político entre movimentos sociais e instituições policiais de controle; implementação e uso de tecnologias policiais de vigilância a movimentos sociais; enquadramentos midiáticos da ação coletiva.

Ivone dos Passos Maio

Possui graduação em Turismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e Mestrado em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul. Atualmente é graduanda em Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, integra o Grupo de Pesquisa Associativismo, Contestação e Engajamento, é bolsista de iniciação científica na pesquisa “O Movimento Antiproibicionista e a Política de Drogas no Brasil (2003 – 2016)” com financiamento do CNPQ e integrante do projeto de extensão Memórias brasileiras – conflitos sociais, com financiamento da CAPES, ambos sob a orientação do Dr. Marcelo Kunrath Silva.


Pesquisadoras equipe UFPel

Cristiano Ruiz Engelke

Professor Assistente na Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e doutorando Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCPol) da UFPel. Pesquisa e atua nas áreas de teoria política, democracia, participação política, sociologia política, teorias pós-coloniais, ensino de sociologia, sociologia da educação e sociologia da educação física.

Felipe da Rosa Chaves

Felipe da Rosa Chaves

Estudante do sétimo semestre de graduação em Relações Internacionais na UFPel. Bolsista de Iniciação Científica pela UFPel vinculado ao projeto “Transformação do ativismo no Brasil: junho de 2013 em perspectiva comparada” (CAPES, Edital 12/2015, Memórias Brasileiras: Conflitos Sociais).

Luis Alexandre Alves

Mestre e Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCPol) da UFPel, na linha de pesquisa Dinâmicas Políticas e Conflitos Sociais. Pesquisa e atua as formas contemporâneas de ativismos advindas da intersecção entre a política e a comunicação.

Mariana dos Santos Escobar

Mariana dos Santos Escobar

Estudante do sétimo semestre de graduação em Ciências Sociais na UFPel. Bolsista de Iniciação Científica Voluntária pela UFPel vinculada ao projeto “Transformação do ativismo no Brasil: junho de 2013 em perspectiva comparada” (CAPES, Edital 12/2015, Memórias Brasileiras: Conflitos Sociais).

Rosangela Marione Schulz

Professora Associada do curso de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCPol) da UFPel e coordenadora do Laboratório de Estudos Feministas (LEF). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Democracia, Representação e Gênero, atuando principalmente nos seguintes temas: representação e participação; política de minorias; gênero e mídia.

Simone da Silva Ribeiro Gomes

Professora do curso de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPel. É mestre em Sociologia pela Univesité Paris VII e doutora em Sociologia pelo IESP/UERJ, com período de doutorado sanduíche na Universidad Nacional Autonoma de Mexico (UNAM). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Teorias de Gênero, Sociologia Urbana, Violência Política, Sistema Prisional, Narcotráfico e Movimentos Sociais.


Pesquisadoras equipe UFMG (Margem)

Filipe Mendes Motta

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Ciência Política da UFMG, onde também realizou seu mestrado. É bolsista da Capes e pesquisador do “Margem – Grupo de Pesquisa em Democracia e Justiça”. Desenvolve pesquisas sobre teoria deliberativa, conflitos ambientais e o debate público sobre mineração. Tem experiência profissional em jornalismo político e em organizações do terceiro setor.

Júlia Moreira de Figueiredo

Mestranda no Programa de Pós-graduação em Ciência Política da UFMG, com bolsa da Fapemig. É bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição e pesquisador do “Margem – Grupo de Pesquisa em Democracia e Justiça”. Trabalha com o tema do populismo e a ascensão da alt right no mundo.

Letícia Birchal Domingues

Mestre em Ciência Política pela UFMG e Bacharel em Direito pela mesma instituição. É pesquisadora do “Margem – Grupo de Pesquisa em Democracia e Justiça”. Foi bolsista da Capes, da Fapemig e do PIQEG-Prograd UFMG. Tem interesse nas áreas de movimentos sociais; participação popular; sociologia jurídica; política; educação jurídica; e sociologia da tecnologia.

Mariana Sales de Abreu

Bacharel em Ciências Sociais pela UFMG e foi bolsista Fapemig de iniciação científica do “Margem – Grupo de Pesquisa em Democracia e Justiça”. Tem interesse pelo conceito de povo, a relação entre corpo e política e o tema do populismo de forma geral.

Rayza Sarmento

Professora Adjunta do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Viçosa (DCS/UFV) e doutora (2017) em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCP/UFMG). É vice-presidenta da Compolítica – Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (Gestão 2019-2021). É coordenadora do GCODES – Grupo de Pesquisa em Gênero, Comunicação, Democracia e Sociedade (CNPq). Recebeu o Prêmio UFMG de Melhor Tese de Doutorado em Ciência Política (2018). Seus interesses se voltam para as áreas da comunicação e política, internet e política, estudos feministas e de gênero, movimentos sociais e teoria democrática contemporânea.

Renato Duarte Caetano

Renato Duarte Caetano

Mestrando no Programa de Pós-graduação em Ciência Política da UFMG, com bolsa da Fapemig. É bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição e pesquisador do “Margem – Grupo de Pesquisa em Democracia e Justiça”. Tem interesse por conflitos contemporâneos, populismo, movimentos conservadores e o papel das imagens na política.


Pesquisadoras equipe UFES (Organon)

Nelson Aloysio Reis de Almeida Passos

Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo (Ufes)
Mestrando em Ciências Sociais (Ufes)
Pós-graduando em Ciência de Dados com Big Data (Ifes)
Pesquisador vinculado ao Organon (2019-)

Vinícius Lamego de Paula

Defensor Público do Estado do Espirito Santo, atualmente atua no Núcleo de Defesa Agrária e Moradia, graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, pós graduado em Direito Processual Civil pela Faculdade de Direito Professor Damásio de Jesus.